Cada vez mais perto do FST10d

Fim à vista para o primeiro ano da equipa a desenvolver um protótipo autónomo.

Os últimos meses têm sido de testes e afinações para o projecto autónomo.

Como já existe uma forma de imitar as mensagens enviadas para os motores e geradas de acordo com a posição do pé do condutor, agora é apenas uma questão de ligar o PC às linhas CAN do carro, e testar o código desenvolvido, para fazer rodar os motores.

Em termos de controlo, a equipa explorou também um novo algoritmo de path planning que está agora a ser testado e comparado com o já existente.

Quanto a avanços, o uso de redes neuronais permitiu que ambos os sensores de percepção estimassem cor e distância, em oposição a alguns meses atrás, quando a estimativa da distância só era possível com o LiDAR e a da cor com a câmara.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo